Palavra de Deus

“Os teus olhos me viram a substância ainda informe, e no teu livro foram escritos todos os meus dias, cada um deles escrito e determinado, quando nem um deles havia ainda.” Salmo 139:16.

O que será que estava acontecendo com Davi neste dia, ao se sentir tão inspirado para escrever sobre a onipotência, onipresença e onisciência de Deus? Seus pensamentos sugerem que ele estava contemplando coisas muito profundas. De fato, pensar em pequeninas coisas, como por exemplo uma célula, faz com que naveguemos num oceano sem fim, e sem respostas humanas. Algo sobrenatural e inteligente existe nela. Os avançados microscópios eletrônicos, dão condições nos nossos dias de perceber detalhes que jamais Davi poderia imaginar. O que ele pensaria, se pudesse ver o que a ciência faz hoje, com a capacidade de até isolar um vírus dentro de um laboratório, estudá-lo e trabalhar uma maneira de vencê-lo! O que ele diria se pudesse ver as seqüências dos DNA? Se tivéssemos uma linha telefônica direta com o céu eu gostaria de conversar com ele e dizer, que apesar do avanço da ciência, os homens se afastam cada vez mais de Deus. Que diferença de atitude! Davi com o pouco que conhecia, exaltou a Deus soberanamente.

Não tenho Deus como alguém distante de mim, apesar de saber que a bíblia diz que ninguém jamais o viu. Isto é verdade, porque os olhos humanos não podem vê-lo e nem as mãos tocá-lo. Só é possível tocar e enxergá-lo pelos olhos da fé. Este é o único requisito que agrada a Deus e que nos dá a chance de contemplá-lo. Quando penso na grandeza de Deus e seu mistério, imagino-o perfeito e rico em detalhes os quais eu ainda não conheço mas que um dia conhecerei. Minha certeza e vontade é que com Ele eternamente, obterei respostas para todas as minhas perguntas. Como por exemplo farei esta: “Senhor, porque esse universo tão vasto, se somos seres tão pequenos, frágeis e incapazes de explorar essa grandeza?”

Há algo maravilhoso nas palavras de Davi. Ele diz que os olhos do Senhor viram a nossa substância ainda sem forma. Isto quer dizer que Deus estava lá, desejando a a minha e a sua existência, cuidando para que cada detalhe da gestação desse certo. No meio de milhões de espermatozóides, apenas um foi escolhido por Deus, para que Davi existisse e o mesmo aconteceu comigo e com você. O fato é que a minha e a sua existência não foram casuais e sim a vontade de Deus. Aquela única célula tão pequena, continha em si os valores para a formação de um magnífico cérebro, olhos, mãos, coração, pulmão, aparelho reprodutor, ossos, pele, etc. etc. etc. Falar do milagre da vida apenas nos parâmetros biológicos sem que Deus esteja envolvido, é descer ao mais baixo nível da compreensão de sua pessoa. É a sua preciosa palavra que tenho em minhas mãos, e que diz que Ele me conhece. Como posso estar distante dEle, se antes que eu mesmo tivesse alguma forma, os seus olhos me viram? Nossa! Que capacidade Deus tem, de conhecer-me plenamente, ao ponto de escrever num livro todos os meus dias. Que paciência tem Deus, de escrever tudo sobre cada pessoa que existe na face da terra, antes que estas pessoas existam. Que tamanho deve ser este livro e em que língua será que ele escreve? A bíblia diz que Deus tem uma caneta com uma pena de ouro. Será que é com ela que Ele escreve? Como deve ser linda a sua caligrafia e legível. Que maravilha é pensar que Deus tem tudo registrado, detalhe após detalhe das coisas que acontecem diariamente conosco. Ele já sabia e tinha escrito tudo o que me aconteceu hoje. Realmente não posso acreditar no acaso das coisas. Tenho e devo acreditar na vontade do Senhor que já tem tudo perfeitamente determinado. Quando pensamos no trabalho que estamos realizando com crianças abandonadas, reabilitando sua saúde física e psicológica, e quando possível preparando-as para lares substitutos e definitivos, nada mais iremos fazer, do que Ele já determinou que fizéssemos.

Cada criança é um projeto de vida totalmente esquematizado por Deus e infelizmente todas tem a sua história para contar, boa ou ruim, de aceitação ou de desprezo. Não são as palavras dessas crianças que falam, mas sim a sua saúde, suas atitudes seus sentimentos, sua alegria, sua tristeza. No nascimento de nosso filho Mateus, recebemos um travesseiro escrito: “Mateus, bem vindo ao mundo”. Sim, ele foi desejado e veio para alegrar o nosso mundo. Mas, quantos não podem desfrutar do aconchego e do colo de uma família, porque não foram desejados e foram desprezados.

Deus escreveu o destino de milhares e milhares de crianças que estão espalhadas pelo mundo. Suas famílias foram designadas por Ele para cuidarem dessas heranças preciosas, mas infelizmente muitas falham nesta linda responsabilidade. Apesar desse contra-tempo, gosto de pensar no que a bíblia diz que os planos de Deus nunca serão mudados ou frustrados. Sendo assim Ele usa outras pessoas nas vidas desses pequeninos desconhecidos pela humanidade, mas conhecidos e amados por Ele, para assim substituírem aqueles que por um motivo ou outro, não puderam exercer a sua paternidade. Isso é adoção.

left show tsN fwR fsN|left fwR tsN|left show fwR tsN|bnull|||news login c05|fsN fwR normalcase c05 tsN|c05|news login fwR normalcase c05|tsN fwR c05 normalcase|normalcase fwR c05|content-inner||